Final de ano chegou! Saiba como evitar os excessos e os desconfortos nesta época

0
336
christmas people eating for christmas

Falta de cuidados com a alimentação pode prejudicar a saúde. Saiba o que fazer para evitar esses problemas

Mesmo que o Natal e o Ano Novo de 2020 sejam comemorados de uma forma diferente, em que a maioria das pessoas não poderá se reunir com grande parte dos familiares, a festa continua, sobretudo com as comidas típicas de final de ano que estarão presentes na tradicional ceia.

Nos mercados, as prateleiras já estão recheadas dessas guloseimas. Mas normalmente, esse consumo de doces e salgados diferenciados se intensifica nos últimos três meses do ano, nas festas e comemorações familiares e empresariais.

É comum ouvir relatos exatamente nessa época de pessoas que começam a fazer planos mirabolantes para emagrecer antes do verão.

“Nesta época do ano, é muito comum se deparar com dois tipos de pessoas, aquelas que exageram nos alimentos inadequados e aqueles que optam por dietas milagrosas e pouco recomendadas para emagrecer. As duas atitudes estão erradas. Ambas, dependendo do nível, podem causar complicações graves”, afirma Bruno Sander, gastroenterologista e especialista em tratamentos contra a obesidade.

O fato é que neste momento, as tentações estão em todos os lugares, principalmente na hora das compras. O recomendado para esses momentos é continuar com os hábitos saudáveis e ao abrir exceções, certificar que elas não irão te prejudicar nos seus resultados.

Uma boa dica é evitar fazer compras com fome, pois esse hábito pode induzir o indivíduo a comprar mais do que o necessário e comer de forma exagerada ao chegar em casa. Na prática, essa dica é viável para o ano inteiro, mas, nessa época de final de ano, os petiscos e guloseimas do supermercado costumam ser bem mais chamativos do que o normal. Fique de olho!

Não resistiu a tentação? Tente encaixá-la na sua rotina e equilibrar a sua alimentação. Um panetone com gotas de chocolate não precisa ser devorado inteiro em apenas um café da manhã, por exemplo. Comer um pedaço de manhã, e seguir com a sua rotina normal no restante do dia é uma opção mais viável.

Chegou a ceia. Como me comportar?

Fazer boas escolhas nesta noite em especial pode evitar aqueles desconfortos chatos no estômago, que acaba ficando com aquela sensação de “empaturrado”. Alimentos ricos em carboidratos e/ou fritos geralmente colaboram para essa sensação.

Escolha opções mais leves da mesa, como porções de frutas, castanhas e queijos. Esses alimentos te darão saciedade sem te deixar com a sensação de que comeu “o mundo”, assim, sobrará mais espaço para o seu doce preferido no final.

Exagerou na ceia, continuou com a comilança no Natal e está preocupado em caber naquele look do ano novo? Nessa hora, racionalidade é tudo: é impossível engordar com apenas uma noite de excessos, portanto, volte a sua rotina de alimentação saudável e tente incluir exercícios leves e moderados nesses últimos dias que antecedem o dia 31.

Provavelmente, esse desconforto gástrico ou uma possível distensão abdominal podem ser apenas inchaço causado pela má alimentação e até mesmo bebidas alcoólicas. Nessa hora, o melhor remédio, além da boa alimentação, é incluir bastante água na sua rotina.

E, por fim, não deixe que esses pequenos momentos se tornem reflexo da sua alimentação no próximo ano, ou que a culpa por ter saído da rotina te desmotive a continuar. O ideal nos dois casos é seguir em frente e buscar o equilíbrio que funciona com você.

Se mesmo após esse período ainda existir alguma insatisfação com o corpo, busque ajuda de um especialista, pois só ele saberá te orientar sobre qual é o melhor tipo de tratamento para você. “Apenas o médico te avaliará de acordo com o seu biotipo, sua genética, suas queixas e te passará um tratamento que funcione para o seu caso, que deve ser tratado cada um dentro de sua especificidade”, finaliza o Dr Bruno Sander.

Siga as dicas, aproveite o final de ano e boas festas!

Fonte: Bruno Queiroz Sander, médico cirurgião endoscopista, especialista em gastroenterologia e diretor do Hospital Dia Sander Medical Center, em Belo Horizonte (RQE: 14270/32354/41292).

Artigo anteriorAnsiedade afeta mais da metade dos brasileiros. Problema crônico pode afetar outras regiões do corpo
Próximo artigoComércio de BH funciona com horário estendido neste final de ano, cuidados contra a Covid-19 devem ser mantidos
[ Jornalista e Editor do portal do programa Momento Celebridades | TV Band Minas (em BH/MG)]. Diretor do 'Grupo Conteúdo' - Agência de Notícias | Publicidade & Marketing Digital. _____________________________________________________________________________________________Gestor Adv. - "| FJ - Escritório de Assistência Jurídica - EAJ |". Membro: Diretoria da "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE-OAB/SP)" - Acesse: https://aae.org.br ______________________________________________________________________________________________ Jornalista (FESBH), Publicitário (Instituto P.E.D), Relações Públicas (UIB), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo (F.Polis das Artes), Economista (USIP), Bel. em Direito (UNIESP-BH/FACSAL) e Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC). Apaixonado por música, colabora com rádios e portais falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. "Minha paixão pela música me faz quase um pesquisador. Um amor que vem da adolescência" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here