Associação Futurarte produz para o projeto Heróis Usam Máscaras

0
3359

Iniciativa nacional visa gerar renda para costureiras e ONG’s

As mulheres da Associação de Artesanato Futurarte de Betim receberam esta semana o material para iniciarem a produção de máscaras de pano para o projeto Hérois Usam Máscaras, gerido pela IRME – Instituto Rede Mulher Empreendedora. A  Futurarte  vai receber R$2,00 por máscara para a produção e entrega, sendo que a remuneração mínima para as costureiras deverá ser de R$1,20 (um real e vinte centavos). A estimativa é de produzir 800 máscaras por semana.  Os tecidos e elásticos serão disponibilizados pelo IRME.

“São apenas três instituições em Minas selecionadas para produzir as máscaras, mas a Futurarte é a única da Região Metropolitana de BH. Com a participação garantimos uma renda durante esse período de pandemia em que a venda de artesanato não está acontecendo. Além disso, com as máscaras estamos ajudando centenas de pessoas a se protegerem do coronavírus”, explica a associada Angela Carlos de Souza

O Instituto RME, com apoio dos bancos privados Bradesco, Itaú e Santander, e concepção do Instituto BEI estão realizando o projeto “Heróis usam máscara”, que tem o objetivo gerar renda para costureiras, ONG’s e fornecedores que irão produzir 10 milhões de máscaras sociais. Depois de prontas, elas serão distribuídas gratuitamente para comunidades de todo Brasil, com foco em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará e Distrito Federal. Os bancos realizaram doações para confecção e distribuição de máscaras de tecido e para a remuneração de profissionais autônomos de costura por meio do Instituto BEI e do Instituto RME.

Serviço

FUTURARTE PRODUZ PARA O PROJETO HERÓIS USAM MÁSCARAS

www.futurarte.org.br

Artigo anteriorBeto & Breno tomam todos os cuidados contra o Covid-19 em live que acontece neste sábado
Próximo artigoCidade dos Meninos entrega 650 marmitas diariamente
■ Jornalismo: (Apoio) ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é Jornalista (FESBH), Publicitário (IPSP), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes), Economista (UNIP) & Advogado (FACSAL). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecomunicações & TV (F.Nossa Senhora Aparecida / EAD). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here