Covid-19: pesquisa mineira recebe patrocínio internacional da fundação Bill e Melinda Gates

0
371

Estudo realizado por médico mineiro é a primeiro do país a receber reconhecimento pela fundação americana; a pesquisa poderá auxiliar pacientes em estágio inicial da doença e reduzir índice de mortalidade

Nas últimas semanas, pesquisadores do mundo inteiro têm trabalhado constantemente para descobrir os melhores tratamentos do novo coronavírus. Em Minas Gerais, o médico Gilmar Reis e sua equipe desenvolveram um projeto de pesquisa promissor que pode se transformar em um tratamento eficaz para pacientes em estágio inicial da Covid-19, reduzindo, assim, as chances de desenvolver um quadro grave da doença e, consequentemente, abaixar as taxas de mortalidade.

Gilmar Reis, clínico geral, especialista em cardiologia e pesquisador, explica que trata-se de um projeto de pesquisa desenvolvido para tratar exclusivamente pacientes que apresentarem os sintomas da Covid-19 na fase de viremia da doença, ou seja, na fase inicial. “A Covid-19 é uma doença que ainda não possui tratamento. Por isso, todos os grupos de pesquisa estão empenhados em buscar soluções para essa doença. Desenvolvemos esse projeto com a finalidade de avaliar duas medicações que possuem probabilidade de controlar os sintomas na fase inicial da doença”, completa.

Gilmar ressalta que os resultados dessa pesquisa, caso positivos, podem auxiliar na redução da taxa de mortalidade recorrente dos casos de Covid-19. “Caso consigamos demonstrar o benefício de um tratamento na fase inicial será possível reduzir os sintomas e, possivelmente, o avanço para um caso mais graves, principalmente para pacientes em grupo de risco”, destaca.

Reconhecimento internacional

O médico esclarece que alguns medicamentos apresentam potencial promissor de combate ao COVID-19 ainda em sua fase inicial. Desta forma desenvolveram este protocolo de pesquisa e submeteram o mesmo para a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), em Brasília, e foi aprovado. Assim, mais um passo importante foi dado. “Em parceria com a Universidade de Washington – nos Estados Unidos – e a Universidade McMaster – no Canadá – o projeto foi apresentado para a Fundação Bill e Melinda Gates, na expectativa de conseguir financiamento necessário”, conta.

A Fundação Bill e Melinda Gates, uma das principais fundações apoiadoras de pesquisas humanitárias do mundo, reconheceu o potencial do projeto e decidiu arcar com o patrocínio. Dessa forma, a pesquisa se tornou a única do Brasil patrocinada pela instituição até o momento para o tratamento de COVID-19. “Essa pesquisa foi desenhada genuinamente por pesquisadores mineiros e será realizada com voluntários em toda a região metropolitana de Belo Horizonte, além de cidades como Montes Claros e Governador Valadares”, complementa.

Como vai funcionar?

A pesquisa tem expectativa de atender cerca de 2000 voluntários que apresentem os sintomas em estágio inicial. O protocolo de atendimento com a inserção dos medicamentos dura cerca de 10 dias e terá acompanhamento dos profissionais por mais 40 dias. Assim, a expectativa é que o resultado científico seja disponibilizado em cerca de 3 ou 4 meses.

Segundo o médico, a sua equipe está disponível para informações adicionais. Aos voluntários interessados serão fornecidas todas as informações detalhadas da pesquisa. “A pesquisa segue todas as recomendações de proteção e segurança aos participantes, conforme a legislação Brasileira”, finaliza.

Para quem se interessar em participar do projeto e receber mais informações, basta entrar em contato pelos telefones: (31) 3241-6574 ou (31) 99214-0236.

Fonte: Gilmar Reis, Cardiologista e especialista em Clínica Médica e Medicina Intensiva, é pesquisador e coordenador do Centro de pesquisa Clínica CARDIOLAB (@dr_gilmarreis).

Artigo anteriorVendas online crescem mais de 100% durante pandemia de Covid-19
Próximo artigoEducação: Vestibular online da Estácio tem condições especiais no mês dos namorados
[ Jornalista e Editor do portal do programa Momento Celebridades | TV Band Minas (em BH/MG)]. - Graduação: Jornalista (FESBH), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes) e Economista (UNIP). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Universidade Europeia Miguel de Cervantes/UEMC), Doutorado Prof. em Ciências Sociais e Políticas (USIP) e atualmente cursa Direito (UNIESP-BH). Apaixonado por música, colabora no "CulturalizaBH/Portal UAI" e na "TV Balcão" com a coluna "Crítica Musical" falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. É também apaixonado por Sociologia, tanto que de sua graduação em Ciências Sociais: Sociologia, se tornou colunista de Opinião & Comportamento do portal da "RedeTV!" e "Rondônia Digital" e desta coluna, nasceu o "E-book: Sociedade Conectada: a Influência da Internet no Cotidiano". Da Economia, área ao qual foi repórter e sub-editor, se tornou colunista no "Divulga Gerais" após sua graduação em Ciências Econômicas: Economia. É colaborador de Jornais/Portais de Notícias, Diretor do Grupo Conteúdo - Agência de Notícias - Sites e também editora e assina matérias em alguns jornais de Minas Gerais e do Brasil. A escrita é sua maior base e paixão no Jornalismo. [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here