Quando a maturidade encontra a inovação: Arquitetura Oscar Ferreira ruma para quatro décadas como referência na construção civil

0
323

AOF – Oscar Ferreira e Luiz Gazzi – Créditos: Pri Oliveira.

 Responsável por mais de dois mil projetos e relevante contribuição em Plano Diretor da cidade, escritório celebra novo momento sob gestão do respeitado arquiteto urbanista Luiz Gazzi

A definição de “boas plantas e belas formas” poderia sintetizar com objetividade a genuinamente mineira Oscar Ferreira, tradicional escritório de arquitetura, um dos expoentes da construção civil no estado, mas o negócio prefere – e deve – ir além. Rumando para sua quarta década, a AOF soube usar o tempo a seu favor, maturando suas principais características e construindo um portfólio capaz de refletir todo o sucesso alcançado em sua caminhada. Renovando o ciclo, a empresa ganha fôlego com a chegada de um novo líder, e se prepara para os desafios do futuro.

Liderado pelo arquiteto Oscar Ferreira durante quase toda sua trajetória, a AOF ganhou notoriedade e superou o marco de dois mil projetos executados desde sua fundação, em 1988. A expressiva marca foi conquistada graças à capacidade de Oscar em montar e desenvolver equipes coesas e eficientes, além da utilização de métodos de trabalho que otimizavam a produção.

Contribuindo há mais de vinte anos para a construção desse legado, o arquiteto urbanista Luiz Antônio Gazzi Macedo assumiu formalmente, em janeiro de 2019, a direção do escritório. Ciente dos desafios, é na dimensão de tamanha responsabilidade que Luiz encontra seu maior prazer ao assumir uma empresa tão referendada no mercado. “Parte da minha história foi construída aqui e eu sempre nutri esse laço com o Oscar. Fico muito feliz em vê-lo apoiando e participando dessa nova direção. Dar continuidade, agora liderando uma equipe tão qualificada, é uma satisfação enorme”, revela o profissional que, apesar de fôlego novo ao negócio, mantem o DNA técnico e a capacidade de absorver novidades, características marcantes que colocaram o escritório entre as principais referências do segmento em Minas Gerais.

Além do laço emocional, a ligação técnica de Luiz Gazzi com o escritório faz do novo gestor um conhecedor nato das suas particularidades, e consciente de todo o potencial que tem nas mãos. “Temos grande experiência em diversos tipos de projetos, uma equipe atualizada, estrutura completa, expertise no assunto, bom relacionamento com órgãos reguladores e uma vasta rede de clientes e parceiros”, enumera Luiz.

Destacada pelo novo líder, a sinergia entre arquiteto e cliente também é outra marca registrada da Arquitetura Oscar Ferreira, e representa grande importância na consolidação da boa relação entre as partes. “Vários construtores elogiam nossa capacidade de assimilar críticas, e incorporar no projeto suas opiniões e ideias. Na verdade, gostamos quando há essa participação, pois a troca entre profissionais de vivências diferentes sempre acrescentam e potencializam os resultados”, declara. Os artifícios dos quais a Arquitetura Oscar Ferreira lança mão para alcançar originalidade e beleza contemplam métodos construtivos otimizados, e soluções arquitetônicas de simples execução que, além de tudo, reduzem o custo final da obra. “O conhecimento de engenharia aliado à sensibilidade artística é consequência da maturidade da equipe, o que faz com que criemos, em função disso, ambientes de bem-estar”, reforça.

Com uma equipe capacitada, a AOF se destaca pelo grande poder de resolução, superando desafios e entraves que, por vezes, afetam o desenvolvimento de um projeto. Parte desse trabalho passa pelo entendimento profundo das normas e as devidas interpretações acerca das leis que balizam a atividade. “Sempre nos esforçamos para dominarmos as legislações em suas constantes mutações, e isso dá segurança aos clientes, pois sabem que os projetos foram elaborados com embasamento legal, qualidade e atendimento das normas e métodos construtivos”, afirma.

Prova disso foi a recente atualização do Plano Diretor que alterou completamente as regras para novas edificações em Belo Horizonte, com grande impacto financeiro nas construções em toda a capital. Com personalidade cosmopolita, mais uma vez, a Arquitetura Oscar Ferreira se tornou referência compartilhando os seus estudos da lei, com seriedade e comprometimento, com a cidade. “Participamos das discussões em torno da elaboração da lei desde a Conferência de Política Urbana. Fizemos várias simulações testando possibilidades de edificações e obedecendo os parâmetros propostos nos vários substitutivos apresentados pelo poder executivo. Apresentamos esses estudos no Seminário realizado na Câmara dos Vereadores, e alguns pontos que levantamos contribuíram para ajustes nas revisões seguintes do executivo para o Plano Diretor”, conta Luiz. Como reflexo, após a lei entrar em vigor, em janeiro deste ano, o escritório registrou uma grande procura de clientes, buscando projetos já respaldados pelo Novo Plano Diretor. “Viramos referência quando o assunto é a nova lei de ocupação e uso do solo”, comemora.

Confirmando a essência inovadora da AOF, Luiz Gazzi foi o responsável por implantar o sistema BIM (Building Information Modeling) no processo produtivo do escritório. A tecnologia traz novas possibilidades ao simular uma edificação e seus componentes de forma virtual. O processo é útil desde os primeiros passos, auxiliando tomadas de decisões com rapidez, confiabilidade e eficiência, até o produto final, passando pelo gerenciamento de informações construtivas. Além disso, Luiz Gazzi também foi palestrante do primeiro SEBIM-MG, seminário mineiro sobre a ferramenta, discorrendo sobre o case de implantação da metodologia BIM na AOF em várias cidades do estado.

Aliada ao poder inovador do escritório, os traços que identificam os projetos executados pela Arquitetura Oscar Ferreira também são partes formadoras da identidade da empresa. Nesse contexto, a simplicidade desenhada através de soluções práticas e eficientes sobrepõe o uso de formas excêntricas e adornos. “Acreditamos que a beleza da edificação está no bem-estar de quem está dentro e fora do edifício, e isso se dá por meio de uma boa ambientação, distribuição de fluxos e percepções”, avalia Luiz. De acordo com o arquiteto, as soluções propostas pelo escritório visam atender as necessidades de uma construção de maneira direta, sem uma imposição visual em detrimento do lado funcional. “O prédio deve ser bonito por si só”.

Contudo, seguir tais ideais não significa abrir mão de um projeto que valorize o lado estético, e a prova disso são os mais diversos empreendimentos do escritório espalhados por Belo Horizonte. “Aproximadamente 25% dos prédios do Belvedere são nossos, levam assinatura Arquitetura Oscar Ferreira”, registra Luiz. Além deles, a sede da MRV Engenharia, no Buritis, o Hotel Hilton Garden Inn, na Prudente de Morais, e o Jockey Club MG – que está sendo construído na cidade de Esmeraldas –, dão mostras da variedade e da excelência na realização dos projetos assinados pela AOF. “Dentre os mais de dois mil empreendimentos que desenvolvemos estão edifícios residenciais, comerciais, espaços corporativos, fábricas, hotéis, hospitais, bares, casas, escolas, restaurantes e shoppings”, enumera.

De olho no futuro, e na perpetuação da marca como referência no mercado mineiro, a Arquitetura Oscar Ferreira já planeja o crescimento de sua atuação, e tem como meta aumentar sua produção em pelo menos 50% até o fim de 2021. “Sempre investimos em capacitação da equipe, novas tecnologias, equipamentos e infraestrutura para garantirmos um crescimento forte e sustentável. Buscamos uma qualificação contínua dos serviços prestados, acompanhando o crescimento do escritório e propondo as soluções que o mercado demanda”, finaliza Luiz.

SERVIÇO

Arquitetura Oscar Ferreira
R. Padre Rolim, 133 3º andar – Santa Efigênia

31  3221-3074
https://oscarferreira.com.br/;
https://www.instagram.com/oscarferreiraarquitetura/;

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here