Gastos no fim de ano: como se organizar financeiramente?

0
2052

Saiba como poupar dinheiro para começar o próximo ano com saldo positivo

Após a instabilidade econômica ocasionada pela pandemia de coronavírus, uma das principais metas do brasileiro é se organizar financeiramente para aproveitar melhor 2021 e colher melhores resultados no futuro. O problema é que a volta do comércio aliada com promoções no fim de ano e o impulso de pessoas que passaram tanto tempo sem poder sair para comprar pode ocasionar uma avalanche de dívidas e gastos desnecessários.

Sílvio Azevedo, educador financeiro, diz que, nesse momento, o maior vilão da vida financeira é a tal impulsividade. “O final do ano já é um período comum em que se gasta mais. São as celebrações, troca de presentes, black friday e diversos tipos de promoções. Como estamos em uma fase em que o comércio precisa se recuperar dos acontecimentos do ano, essas promoções podem ficar ainda mais atrativas. Então, esse é o momento de se segurar e planejar com bastante sabedoria sobre quais serão seus investimentos e o que realmente é necessário”, comenta.

A primeira dica de Sílvio é colocar tudo o que realmente precisa ser comprado no papel. “Claro que queremos agradar nossos familiares e amigos com presentes e também à nós mesmos nesse momento. Então, faça uma lista de presentes e saiba ponderar os gastos. Evite sair sem nada em mente porque as chances de você comprar um produto que vai sair muito mais caro e em quantidade maior que o necessário são grandes”, afirma.

Outro ponto importante, é pensar nas lições que 2020 deixou para a vida financeira de cada um. “Muita gente se viu em um momento delicado pois não tinham uma reserva para lidar com imprevistos e crises financeiras. Agora, com o recebimento do 13ª, por exemplo, evite aquele pensamento de gastar mais dinheiro porque recebeu mais. Lembre-se de poupar um pouco e começar a fazer essa reserva tão necessária”, acrescenta.

E, por último, Sílvio destaca a importância da educação financeira. “Aproveite o fim do ano para fazer as suas metas e, uma delas, pode ser exatamente aprender a administrar corretamente o seu dinheiro. Lembre-se que essa é uma característica importante e cada vez mais essencial. Caso tenha dificuldade de fazer isso sozinho, busque ajuda profissional e pesquise muito com as ferramentas que tiver à disposição”, recomenda.

Como começar a se organizar em 2021?

Esse já pode ser o momento ideal para se planejar e organizar sua vida financeira no próximo ano. Para facilitar, Sílvio separou algumas dicas básicas sobre o assunto. Confira:

– Faça um balanço dos seus gastos durante 2020: o que você poderia ter economizado? Quais gastos foram desnecessários?

– Organize as contas pendentes;

– Programe uma reserva de emergência;

– Faça investimentos: Essa também é uma ótima ferramenta para quem pretende realizar sonhos futuros. Investindo certo valor todo mês, você pode estabelecer uma meta para certo momento, como viajar, abrir o próprio negócio, entre outras.

Fonte: Sílvio Azevedo, administrador de empresas, com ampla experiência no setor bancário e consultoria, especialista em mercado e educação financeira. Membro do MDRT (Million Dollar Round Table). É diretor e fundador da AZV Investimentos (azvinvestimentos.com.br / Redes Sociais: @silviocazevedo)

Artigo anteriorDispositivo “anti-coronavírus” começa a ser instalado em escolas e universidades
Próximo artigoFeira Internacional de Artesanato reúne cultura de diversos países no Shopping Del Rey
■ Jornalismo: (Apoio) ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é Jornalista (FESBH), Publicitário (IPSP), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes), Economista (UNIP) & Advogado (FACSAL). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecomunicações & TV (F.Nossa Senhora Aparecida / EAD). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here