Ansiedade afeta mais da metade dos brasileiros. Problema crônico pode afetar outras regiões do corpo

0
759

Com a pandemia, índices subiram no país e a crise econômica pode ter colaborado para esse fenômeno

Alguma vez a ansiedade lhe impediu de fazer algo ou prejudicou a sua vida? Se você é brasileiro ou brasileira, certamente não está sozinho nessa. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo inteiro e o quinto em casos de depressão.

A doença pode afetar pessoas de diferentes faixas etárias e está relacionada diretamente à falta de controle emocional.

Com a pandemia, o número de pessoas ansiosas cresceu ao nosso redor. Isso porque muitas passaram por situações de insegurança com a saúde, estresse, dúvidas em relação ao futuro, morte de um ente querido, além do crescente número de desempregados frutos da crise financeira ocasionada pela Covid-19.

“As pessoas ansiosas muitas vezes podem nem perceber que tomam certas atitudes por conta desse fator. Comer várias vezes ao dia, ao não comer o suficiente, perder o sono, ou se estressar com facilidade, são sintomas da ansiedade perceptíveis no dia a dia”, afirma o psiquiatra Dr Bruno Brandão.

A ansiedade se torna um problema quando coisas básicas do cotidiano são atrapalhadas por ela, em que não conseguimos nos concentrar por conta dos pensamentos negativos e os sofrimentos por situações que ainda não aconteceram.

“Sofrer por antecipação é um sintoma da ansiedade que pode atrapalhar as pessoas a concluírem as suas ações, por não terem expectativas e terem a tendência em acreditar que as coisas não vão dar certo”, pontua Bruno.

Preocupações com dinheiro e com o futuro são realidade em muitas famílias brasileiras, devido ao elevado número de pessoas que perderam parte da sua renda ou tiveram que optar por outras fontes alternativas de renda durante esse momento, o que gera insegurança e colabora para o aumento dos casos de ansiedade nas pessoas.

E não é só a saúde mental que a ansiedade afeta. Problemas gastrointestinais, como a gastrite ou até mesmo dores crônicas são desencadeadas em pessoas muito ansiosas.

compulsao-alimentar-Kontrec.jpg

Ficar o tempo todo lendo e buscando notícias pode atrapalhar as pessoas a se concentrarem e se preocuparem com aquilo que é real e imediato na vida delas. Uma dica é tentar passar menos tempo possível procurando por notícias que você sabe que não serão promissoras, focando em outras coisas da sua rotina.

Caso os sintomas da ansiedade persistam ou piorem, o ideal e recomendado é buscar um médico psiquiatra ou psicólogo, pois só ele saberá o tratamento ideal para o seu caso, que deve ser tratado dentro de sua especificidade.

Não deixe que a ansiedade tome conta da sua vida.

Fonte: Bruno Brandão Carreira, médico psiquiatra. Especialização em dependência química pela unidade de álcool e drogas pela Universidade Federal de São Paulo – USP. É sócio fundador da associação brasileira de neuropsiquiatria. Atualmente atende em consultório próprio em BH e Três Marias – MG.

Artigo anteriorCertificação e laudo técnico pericial: você sabe qual é a diferença dos dois na venda e compra de joias e metais preciosos?
Próximo artigoFinal de ano chegou! Saiba como evitar os excessos e os desconfortos nesta época
[ Jornalista e Editor do portal do programa Momento Celebridades | TV Band Minas (em BH/MG)]. Diretor do 'Grupo Conteúdo' - Agência de Notícias | Publicidade & Marketing Digital. _____________________________________________________________________________________________Gestor Adv. - "| FJ - Escritório de Assistência Jurídica - EAJ |". Membro da "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE-OAB) ______________________________________________________________________________________________ Jornalista (FESBH), Publicitário (Instituto P.E.D), Relações Públicas (UIB), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo (F.Polis das Artes), Economista (USIP), Bel. em Direito (UNIESP-BH/FACSAL) e Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC). Apaixonado por música, colabora com rádios e portais falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. "Minha paixão pela música me faz quase um pesquisador. Um amor que vem da adolescência" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here