Mercado de franquias cresce mesmo em períodos de recessão econômica

0
368

Crescimento do setor e aumento da concorrência: será que o franchising vai saturar?

Em meio a última crise vivida pelos brasileiros, o franchising se tornou um dos principais aliados da economia do país. Devido ao momento atual relacionado as consequências do surto mundial da Covid-19, este mercado torna-se novamente uma esperança para o meio econômico. Porém, se antes já existiam diversos concorrentes, o que esperar do futuro próximo?

Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento de 2019 cresceu 6,8% em relação ao ano anterior. O relatório divulgado indica que o “Setor demonstra consistência e estabilidade mesmo diante de crescimento econômico moderado”. Esse é apenas um reflexo do crescimento que já vinha sendo observado nos últimos anos.

O gerente de rede de franquias da Empresta Bem Melhor, Douglas Andrade, comenta que as facilidades do franchising é o que sempre chamou atenção. “Imagine abrir o próprio negócio sem precisar se preocupar com todo o processo de construção. Ter o nome, a marca e os principais processos burocráticos já estabelecidos, além de suporte especializado e diversas outras vantagens. Basicamente, é isso que mais chama atenção para este meio”.

Concorrência

Como é de se esperar, cada dia mais pessoas optam pelo mercado de franquias e o medo de quem já está nesse meio é se o mercado vai sofrer com a temida saturação. “Neste momento, na realidade, este não precisa ser um medo tão grande. Existe espaço e milhares de opções, além de locais alternativos que não se resume apenas as grandes cidades, por exemplo”.

Faça diferente

Apesar de existirem diversas oportunidades, apostar em diferenciais nunca é demais. “Para isso, é necessária uma boa pesquisa que se aprofunde no público, na concorrência, no local e demais fatores estratégicos”, afirma Douglas Andrade.

Um dos pontos especiais refere-se a gestão eficaz. “É fundamental para o sucesso do negócio. Acompanhar as métricas do segmento, buscar mais conhecimento e aprendizado e entender o conceito do negócio são alguns dos pontos de partida para alcançar destaque em meio a outras franqueadas”.

Inovação é a palavra chave para se sobressair. “É preciso ter a preocupação de sempre estabelecer estratégias diferenciadas, sem cair no comodismo. Buscar alternativas pode ajudar a chamar mais a atenção do público mediante o plano de negócio já preestabelecido”, diz.

Longe de centros urbanos

Quando se fala em franquias, muita gente já pensa logo em cidade grande. Porém, outra vantagem do setor é que ele não se resume apenas a isso. “Um dos motivos pelo qual dificilmente iremos cair na saturação, é que as franquias podem prosperar tanto em cidades metropolitanas como em cidades menores”.

Empresta Bem Melhor

Especializada em soluções financeiras, a Empresta Bem Melhor é uma rede de franquias presente em 8 estados, além do Distrito Federal. Em seu diferencial destaca-se o suporte oferecido a todos os franqueados para se destacarem e criarem estratégias eficazes de expansão. Atuando na região metropolitana e no interior, a Empresta Bem Melhor mantém a possibilidade dos parceiros crescerem e movimentarem a economia local de suas cidades.

Para conhecer mais, acesse: franquiaempresta.com.br

Fonte: Douglas Andrade, gerente da rede de franquias Empresta Bem Melhor. Formado em Ciências Contábeis, com MBA em gestão estratégica de negócios e Pós Graduação em gerenciamento de projetos (franquiaempresta.com.br).

Artigo anteriorHidroxicloroquina e Cloroquina: médica faz alerta sobre a automedicação
Próximo artigoSamba Prime anuncia nova data
[ Jornalista e Editor do portal do programa Momento Celebridades | TV Band Minas (em BH/MG)]. - Graduação: Jornalista (FESBH), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes) e Economista (UNIP). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Universidade Europeia Miguel de Cervantes/UEMC), Doutorado Prof. em Ciências Sociais e Políticas (USIP) e atualmente cursa Direito (UNIESP-BH). Apaixonado por música, colabora no "CulturalizaBH/Portal UAI" e na "TV Balcão" com a coluna "Crítica Musical" falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. É também apaixonado por Sociologia, tanto que de sua graduação em Ciências Sociais: Sociologia, se tornou colunista de Opinião & Comportamento do portal da "RedeTV!" e "Rondônia Digital" e desta coluna, nasceu o "E-book: Sociedade Conectada: a Influência da Internet no Cotidiano". Da Economia, área ao qual foi repórter e sub-editor, se tornou colunista no "Divulga Gerais" após sua graduação em Ciências Econômicas: Economia. É colaborador de Jornais/Portais de Notícias, Diretor do Grupo Conteúdo - Agência de Notícias - Sites e também editora e assina matérias em alguns jornais de Minas Gerais e do Brasil. A escrita é sua maior base e paixão no Jornalismo. [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here