Home office: postura inadequada pode ser um vilão para a saúde

0
65
Portrait of an attractive woman in a chair at the table with cup and laptop, book, pencils, notebook on it. Concept photo

Confira as dicas para manter o corpo saudável e evitar dores musculares, além de outros problemas ortopédicos

O home office se tornou o principal modelo de trabalho nas últimas semanas, devido a pandemia da Covid-19 e o isolamento social no país. Porém, muitas pessoas não estavam preparadas para trabalhar em casa. A falta de equipamentos adequados e um espaço específico para trabalhar, tem ocasionado diversas queixas relacionadas a saúde muscular. Alguns dos principais problemas, geralmente, são ocasionados pela má postura e falta de exercícios físicos no ambiente caseiro.

De acordo com o INSS, uma das maiores causas de afastamento no trabalho são as dores nas costas. A fisioterapeuta Camila Katsuragi, comenta que a postura inadequada é a principal responsável por isso. “Principalmente em casa, essas dores podem ser ocasionadas pelo mau jeito na hora de se sentar ou deitar. Além de causar muito desconforto, manter o hábito de postura incorreta pode prejudicar a saúde a longo prazo e ocasionar diversos problemas ortopédicos”, alerta.

Dicas

Para evitar problemas e preservar a saúde das costas e outras partes do corpo, Camila separou algumas dicas. Confira:

Cadeira: “Um dos principais instrumentos de trabalho para quem está em casa se tornou a cadeira. Nesse momento, é importante investir em uma que seja confortável, com apoio correto para as costas e os braços. Nada de trabalhar o dia todo em locais inadequados como sofás, camas, poltronas e cadeiras com acabamento irregular. O ideal é que, ao sentar, você mantenha os pés apoiados no chão, as costas apoiadas retas no fundo e o joelho inclinado em 90º”.

Computador e mesa: “Os cuidados também devem ser mantidos com a mesa e computador. Os braços devem ser apoiados na superfície de maneira que os ombros não precisem se elevar. A tela do computador deve estar sempre na altura dos olhos para evitar que o pescoço fique inclinado por muito tempo tanto para cima, como para baixo”.

Exercícios: “Este é o principal aliado de qualquer momento na vida. Principalmente em casa, a atenção deve ser redobrada. Não esqueça de levantar periodicamente para se alongar. Mexa os braços, pernas e pescoço com frequência para evitar a tensão”.

Fonte: Camila Katsuragi, Fisioterapeuta há 17 anos, pela Univap, em SP. Especialista em Fisioterapia Dermatofuncional pela Universidade Gama Filho. Pós-graduada em Fisiologia do Exercício. Pós-graduanda no Instituto Lair Ribeiro, em Adequação Nutricional e Manutenção da Homeostase.

Artigo anteriorÉ possível viver melhor com menos?
Próximo artigoTelemedicina pode reduzir em 80% atendimentos em hospitais
[ Jornalista e Editor do portal do programa Momento Celebridades | TV Band Minas (em BH/MG)]. - Graduação: Jornalista (FESBH), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes) e Economista (UNIP). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Universidade Europeia Miguel de Cervantes/UEMC), Doutorado Prof. em Ciências Sociais e Políticas (USIP) e atualmente cursa Direito (UNIESP-BH). Apaixonado por música, colabora no "CulturalizaBH/Portal UAI" e na "TV Balcão" com a coluna "Crítica Musical" falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. É também apaixonado por Sociologia, tanto que de sua graduação em Ciências Sociais: Sociologia, se tornou colunista de Opinião & Comportamento do portal da "RedeTV!" e "Rondônia Digital" e desta coluna, nasceu o "E-book: Sociedade Conectada: a Influência da Internet no Cotidiano". Da Economia, área ao qual foi repórter e sub-editor, se tornou colunista no "Divulga Gerais" após sua graduação em Ciências Econômicas: Economia. É colaborador de Jornais/Portais de Notícias, Diretor do Grupo Conteúdo - Agência de Notícias - Sites e também editora e assina matérias em alguns jornais de Minas Gerais e do Brasil. A escrita é sua maior base e paixão no Jornalismo. [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here