Cartão de crédito: devo ou não usar?

0
1502

Especialista garante que se for usado com responsabilidade ele pode oferecer benefícios!

O descontrole na utilização do cartão de crédito pode trazer dívidas exorbitantes e muita dor de cabeça. Mas, essa função não precisa ser vista nem como mocinho, nem como vilão. O que deve imperar é o bom senso! Afinal, o famoso crédito tem suas vantagens e pode garantir benefícios ao comprador se utilizado com cautela.

De acordo com a especialista Carla Campos, consultora e educadora financeira em Belo Horizonte, a maior vantagem desse serviço é que as condições que ele oferece podem aliviar o bolso numa emergência: “O consumidor tem até 40 dias para pagar antes de entrar nos juros do cartão. E pode ser uma ótima estratégia para quem planeja pagar as contas e a fatura em dias específicos”.

O crédito imediato também colabora muito para aqueles que querem fugir das burocracias, segundo a educadora. “O cliente consegue o valor do crédito sem ter que dar garantias às instituições financeiras, procedimentos burocráticos que atrasam as transações”.

Porém, a consultora lembra que ter um bom planejamento é fundamental para garantir um uso consciente da funcionalidade. “O segredo é usá-lo como se fosse um pagamento à vista, ou seja, você aproveita os benefícios do cartão de crédito mas deve ter sempre em conta o valor destinado para pagamento da mensalidade da fatura sem atraso. Se apertar, o ideal é negociar com a financeira e parcelar o montante com juros mais baixos, mas nunca caia no rotativo, já que os juros são bem altos”, ressaltou Carla.

Programas de vantagens

Uma pesquisa sobre a participação em programas de fidelidade no país, estimou que cerca de 65% dos brasileiros, estão inscritos em alguma plataforma. Entre julho e setembro de 2020, estima-se que mais de 55 bilhões de pontos em milhas foram trocados, de acordo com a associação que representa o setor.

Os programas de vantagens são benefícios que podem ser trocados por descontos, viagens ou diárias, no caso de companhias aéreas e hotéis, por meio de pontos cumulativos no cartão de crédito ou programas de parceria próprios com determinadas instituições financeiras. “Com o cartão, é possível trocar os pontos pelo que é oferecido pelo programa, dependendo da quantidade que você possui e economizar com viagens, compras de determinados produtos, postos de gasolina e muito mais”, citou a educadora financeira.

Além disso, Carla ressalta que é importante verificar se o programa de fidelidade escolhido possui parceria com lojas que você costuma comprar e plataformas. “Por meio dessas empresas, é mais fácil acumular milhas e os benefícios dos programas serão devidamente utilizados e trocados com frequência, gerando economia, principalmente neste período de crise e redução de custos”.

Fonte: Carla Campos, consultora e educadora financeira em Belo Horizonte.

Artigo anteriorCada centavo importa
Próximo artigoTrate suas varizes de forma minimamente invasiva
■ Jornalismo: (Apoio) ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é Jornalista (FESBH), Publicitário (IPSP), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes), Economista (UNIP) & Advogado (FACSAL). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecomunicações & TV (F.Nossa Senhora Aparecida / EAD). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here