Riscos da Covid-19 para o coração

0
241

Cardiologista explica possíveis sequelas que o vírus pode causar ao coração e alerta para complicações em doentes cardíacos.

Já sabemos que o novo Coronavírus pode deixar sequelas mesmo após a superação da doença, mas quando se trata de um doente cardiovascular, a situação pode ser ainda pior. Segundo dados  da Sociedade Brasileira de Cardiologia, a infecção pelo Covid-19 acomete o sistema cardiovascular em um número considerável de casos. Entre as principais complicações estão as arritmias, isquemia miocárdica, miocardite (pode ser causada por vírus) e choque, quando a infecção espalha pelo corpo e atinge o coração.

De acordo com o clínico médico Gilmar Reis, especialista em cardiologia e pesquisador, as pessoas com doenças crônicas, hipertensão, diabetes e que já tiveram algum problema cardíaco como infarto, insuficiência cardíaca ou operados, possuem um maior risco para a COVID, além de suas complicações e sequelas após o tratamento hospitalar.

Ele deixa um alerta para atletas profissionais e amadores. “Mesmo que esteja com sintomas leves, não é recomendado realizar exercícios. Sem repouso, as viroses podem evoluir para miocardites, um dos agravantes do coronavírus. Em cerca de 7% a 13% das pessoas infectadas, o vírus pode se instalar nas células do miocárdio, facilitada pela baixa imunidade. Inclusive há relatos de miocardites entre atletas”, citou Gilmar.

Sem descuido!

O cardiologista reforça que o momento exige cuidado, não é momento de afrouxar as medidas de segurança. “É indispensável evitar aglomerações, sempre que possível trabalhar de casa, não ter contato próximo com pessoas que voltaram de viagem, principalmente de lugares onde o surto esteja mais prevalente”, recomenda.

Outro ponto que o médico chama atenção é para os cuidadores de idosos cardiopatas. Ele alerta que os cuidados com o paciente devem ser redobrados. “Quando for cuidar de um familiar ou paciente idoso realize a higiene correta das mãos, com água e sabonete ou álcool gel 70%. O uso de máscara é obrigatório para garantir a segurança”, garantiu.

Fonte: Gilmar Reis, Cardiologista e especialista em Clínica Médica e Medicina Intensiva, é pesquisador e coordenador do Centro de pesquisa Clínica CARDIOLAB (@dr_gilmarreis).

Artigo anteriorDia Internacional da Síndrome de Down reforça a importância da inclusão no mercado de trabalho
Próximo artigoTarso Brant lança carreira musical com ‘Desapegada’
[ Jornalista e Editor do portal do programa Momento Celebridades | TV Band Minas (em BH/MG)]. Diretor do 'Grupo Conteúdo' - Agência de Notícias | Publicidade & Marketing Digital. _____________________________________________________________________________________________Gestor Adv. - "| FJ - Escritório de Assistência Jurídica - EAJ |". Membro da "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE-OAB) ______________________________________________________________________________________________ Jornalista (FESBH), Publicitário (Instituto P.E.D), Relações Públicas (UIB), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo (F.Polis das Artes), Economista (USIP), Bel. em Direito (UNIESP-BH/FACSAL) e Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC). Apaixonado por música, colabora com rádios e portais falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. "Minha paixão pela música me faz quase um pesquisador. Um amor que vem da adolescência" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here