Crise, e agora?

0
45

Especialista dá dicas para continuar crescendo mesmo em meio à recessão

Desde o início da pandemia, a crise econômica causada pelos reflexos do novo coronavírus colocou muitas empresas em situações difíceis. Os mais afetados foram os autônomos e pequenos negócios. Segundo o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), mais de 600 mil micro e pequenas empresas fecharam as portas até o ano passado.

Com a reabertura do comércio, muitos negócios ainda vivem um período difícil. Portanto, é preciso focar naquilo que pode ajudar a se reerguer. “Realmente é um grande desafio, mas é necessário ser resiliente, aguentar firme e adotar medidas para aumentar sua capacidade de produção com os recursos disponíveis”, sugere o especialista financeiro, Robson Evangelista.

Outra dica é identificar situações em que há desperdício de tempo e recursos para criar uma boa gestão do estoque. “Se o seu cliente está investindo no consumo consciente e comprando menos, é possível que o seu faturamento seja reduzido”, chama atenção.

Conhecimento

Além do planejamento, busque aprender e resgatar conhecimentos antigos ideias que podem ser aproveitadas nesse momento. “Inove e ofereça algo novo, sempre atento às exigências do mercado. No entanto, a inovação não pode ser um mero discurso em seu dia a dia. Ela deve estar presente em todos os processos. Dê descontos, ofertas, mas sempre equilibrando os custos”, acrescenta.

Por fim, estude, já que conhecimento nunca é demais. “Aproveite o tempo disponível para pesquisar e aprender algo novo. Há sempre novas habilidades a serem desenvolvidas e que podem ser úteis no futuro. Você sequer precisa sair de casa para aprofundar seus conhecimentos. Grandes instituições educacionais do país e entidades estão oferecendo cursos gratuitos e online a fim de preparar profissionais”, finaliza o especialista.

Fonte: Robson Evangelista é Consultor em Gestão Financeira Empresarial, tem mais de 15 anos de experiência, atuando nas áreas Administrativa, Financeira e Controladoria em empresas de vários segmentos. Formado em Ciências Contábeis, com MBA em Gestão Fiscal e Tributária e Finanças.